TICIO ESCOBAR

_039024
Ano de produção: 2012
Estado: SP
Fotografia: Kodato, Lúcio;
País: BR
Processo: COR
Sinopse/Enredo:
O critico de arte Ticio Escobar reflete longamente sobre a formação cultural do continente, as relações internacionais na região e a produção artística contemporânea. Os desafios da participação política e as origens de sua militância em favor dos direitos humanos também são abordados. Advogado de formação, Ticio Escobar vive no Paraguai onde envolveu-se com a causa dos direitos sociais, civis e dos povos indígenas, dedicando-se consequentemente ao estudo sistemático das culturas populares paraguaia e latino-americanas. Mestre em filosofia, Escobar foi "Director de Cultura" da cidade de Asunción (1991-1996) e Ministro da Cultura do Paraguai (2008-2012). Foi o autor da "Ley Nacional de Cultura de Paraguay" ("Ley nº 3051", de 17 de novembro de 2006). Em 1979 fundou, em Asunción, o Museo del Barro, um dos mais importantes museus mundiais em matéria de cultura popular. No mesmo ano, na mesma cidade, fundou o Museo de Arte Indígena, do qual foi diretor até 2008. Representou o Paraguai junto à Bienal Internacional de Arte de São Paulo (1978-1988) e dirigiu a sessão paraguaia da Associação Internacional dos Críticos de Arte (AICA) (1999-2002). Em 1998, recebeu o Prince Claus Fund Prize (Países Baixos). Em 2004, recebeu o Premio Bartolomé de las Casas, criado em 1991 pela Casa de América (Espanha) com o objetivo de "promover o conhecimento e o apreço pelas manifestações culturais , passadas e presentes, dos povos indígenas da América". Curador, professor, crítico de arte e promotor cultural, além de renomado especialista em estética e arte latino-americana, Escobar é autor de inúmeros artigos e livros. (Baseado em CB/Documentação Diversa)
Código do filme: 039024