FERREIRA GULLAR

Sinopse/Enredo

Entrevista com o poeta e crítico Ferreira Gullar que relata o início do movimento neoconcreto no Brasil, em fins da década de 1950, explicando como chegou à ideia do não-objeto a partir de uma obra produzida por Lygia Clark. A busca da artista por se separar da tela indo ao encontro do tridimensional. O desdobramento autêntico do trabalho da artista. O caminho das artes e da vanguarda artística dos anos sessenta. O niilismo presente na arte contemporânea, reduzida à sensações, em contraposição à racionalidade objetiva da ciência. O reencontro com Lygia em 1984.

Data: 2005

Local: Brasil

Direção: Rolnik, Suely

Companhia produtora: SESC - SP; SAC - Sociedade Amigos da Cinemateca; Cinemateca Brasileira

Fotografia: Barat, Stephane Mustapha

Cromia: COR

Duração: 44min47seg

Gênero: Documentário

Assuntos: Arte, Artes plásticas, Arte contemporânea, Escultura, Neoconcretismo, Clark, Lygia, Castro, Amílcar de, Weissmann, Franz, Oiticica, Hélio, Parangolés, Aquino, Mário de, Bienal, Arte cinética, Optical arte

Identidades: Gullar, Ferreira, Rolnik, Suely

Categorias: Curta-metragem / Não-ficção / Nacional / Sonoro