SUELY ROLNIK

Sinopse/Enredo

A professora, psicanalista e crítica de cultura Suely Rolnik, idealizadora do projeto "Arquivo para uma obra-acontecimento" em entrevista a Yve-Alain Bois em São Paulo em 2006 e a Guy Brett em Paris em 2004. Os estudos de sociologia na USP e de psicologia na França. O movimento de contracultura no Brasil e o governo militar. O encontro com Lygia Clark, em Paris, onde viveu em exílio a partir de 1970. O percurso da artista e a polêmica entre arte e psicanálise em sua fase final de produção quando Lygia Clark construiu o trabalho "Estruturação do Self". A tese escrita sobre este trabalho da artista. A forte sexualidade em Lygia e a mulher na sociedade nos anos 60/70. O problema da identidade nacional no Brasil. A antropofagia presente na relação cultural do brasileiro com aquilo que se apresenta como estrangeiro.

Data: 2004-2006

Local: São Paulo; Paris / SP / Brasil; França

Direção: Rolnik, Suely

Companhia produtora: SESC - SP; SAC - Sociedade Amigos da Cinemateca; Cinemateca Brasileira

Fotografia: Mangolte, Babette; Barat, Stephane Mustapha

Cromia: COR

Duração: 117min20seg

Gênero: Documentário

Assuntos: Clark, Lygia, Psicologia, Arte, Artes plásticas, Literatura, Política, Revolução de 1964, Ensino, Mulher, Sexo, Universidade, Sociologia, Estruturação do Self, Exílio, La Borde, Paris - FR, Pintura, Poesia, Feminismo, David, Catherine, Foucault, Michel, Psicanálise, Guattarri, Félix, Deleuze, Gilles, Fédida, Pierre, Ferenczi, Sándor, Groddeck, Georg Winnicott, Donald Woods, Contracultura, Oiticica, Hélio

Identidades: Rolnik, Suely, Brett, Guy, Bois, Yve-Alain

Categorias: Longa-metragem / Não-ficção / Nacional / Sonoro